sexta-feira, 4 de janeiro de 2008

AMA-ME



Ama-me mesmo que não te mereça
Sabes que é quando mais preciso de ti
Sabes que se estás triste eu também estou
Sabes que amar não é só sexo, beijos e palavras
Tens de me saber amar, compreender, perdoar, ralhar se for necessário
Mas também sorrir mesmo quando estás zangado
Só dizer que me amas não chega tens de o provar
Amar tem de ser dar e receber, preocupação pela felicidade do outro
Sentir que sou ouvida, sentir-me segura na relação, saber que sou amada
Sabes que quero ser amada de corpo inteiro
Não só desejo carnal, tem de ser, com a alma, com os sentidos
Com a certeza que te pertenço, vamos ser um do outro sem reservas
Sem tabus, quero seduzir-te, fazer-te o homem mais feliz do mundo
Saber que mesmo longe me desejas, que estou sempre no teu pensamento
Enlouquecer-te de amor, beber a tua paixão, refrescar a minha alma
Na tua sede de amor, nessa tua loucura desenfreada quando me tens
Matar a minha ânsia de ti, do teu corpo, dos teus beijos, das tuas mãos únicas
Essas mãos que quando me tocam me fazem sentir um prazer infindo
Quando estou contigo não me apetece mais te deixar
Apetece-me adormecer nos teus braços até ao amanhecer
Acordar e olhar-te adormecido é maravilhoso
Contornar com os meus dedos os teus traços
Parar na tua boca e beijá-la mesmo adormecida
É tão bom sentir-te, amar-te, possuir-te
Olho-te! Dormes profundamente é o descanso do guerreiro
Quando acordares estou aqui a teu lado para te tornar a amar
Para te dar todo o imenso amor que guardo dentro de mim
Os raios de sol penetram no quarto abres os olhos e olhas-me
É um olhar que só quem ama tem
Sinto-me amada…
Obrigada por me amares… "BRASA"



Nenhum comentário: