sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

"QUERO SER"


À beira da noite as estrelas iluminam o nosso amor
O nosso amor é feito de estrelas reluzentes, de luar, de magia
No nosso amanhecer o sol vai nascer para nós, aquecer-nos
Os seus raios reflectem a nossa imagem neste mar de prata
Fazemos desenhos nas nuvens, desenhamos na areia húmida
As nossas mãos unem-se, os nossos corpos gritam o amor
Sinto o palpitar dos nossos corações, sinto o teu estremecer
Sinto-te, tocas-me, os teus beijos sabem a maresia, amas-me
As gaivotas em nosso redor lançam o seu grito de liberdade
Como elas também nós queremos ser livres sem grilhetas
Livres para amarmos, para sermos felizes, sermos nós mesmos
Escrevo o teu nome na areia, escrevo poemas nas ondas
Poemas submersos para ti, o mar vai guardar os meus segredos
Já lhe contei tantas loucuras, já viu o nosso amor a nu
Já foi tantas vezes nosso cúmplice, já nos enrolou no seu marulhar
Desenho as minhas carícias na tua pele, arrepias de prazer
Encantas-me com o teu beijo molhado, sabes a mar, sabes a sal
As ondas maravilhadas, ciumentas de nós beijam-nos os pés
Mergulhamos vestidos no nosso mar de amor, de paixão
Lado a lado olhamos este luar de sonho que incide em nós
Saímos da praia molhados, felizes, pingando a nossa emoção
Vamos contando as poças que o nosso amor deixou na areia
Estremeço, sinto frio, enlaças-me, dizes-me segredos
Dizes que me amas, queres ficar comigo, sinto-te meu
Não quero mais ter saudades da tua ausência, quero o teu sorriso
Não quero mais chorar a minha saudade, o meu encantamento
Não quero mais nuvens, quero brilhar com o sol, com a lua
Não quero mais fantasmas, mais medos, mais dúvidas
Não quero mais cicatrizes na minha alma, mais solidão
Quero ser o teu começo, o teu meio, o teu fim…

“BRASA”

Um comentário:

Betty Branco Martins disse...

olá____________Brasa



vim conhecer o teu "cantinho" que me parece_____ser tão



verdadeiramente


__________especial



voltarei se não te importares:))











_______________por amor

na viagem que se perde a íntima agonia. de seios nus. frescos como risos


___obsessiva.insana____________dança de loucura


o medo do absurdo_______não os assalta
__________de ventre suave
como panos lisos
ancas estreitas_______como a dos animais bravios
que fogem _________quando um nada os sobressalta
__________coxas brancas_______mansas como rios


tocaram nos limites
o absurdo_____violentamente___explodiu_____em doçura

sentidas as margens
_________o húmido pousio das garças

______________o




silêncio____________...












beijO c/ carinhO