quinta-feira, 23 de agosto de 2007

"NUVENS"


Ao fazer a minha caminhada
subi a um monte
fiquei extasiada com tamanha beleza
maravilhosa paisagem que se avistava do seu cume
bela, agreste,selvagem como o nosso amor
olhando o céu,de um azul sem par
côr do mar em dias de acalmia
pus-me a pensar
como te amo "MEU DEUS"
como te desejo
és como uma nascente de água cristalina e pura
que corre para mim
vou saciar a minha sede
matar a minha ânsia de te amar
quero que me envolvas nos teus braços fortes
sem me envolveres
quero que me abraçes
sem me abraçares
sinto-te!sinto o teu hálito na minha nuca
arrepias-me quando sinto o teu toque na minha pele
quando me beijas
levas-me ao céu
quando me amas
esqueço tudo o que demais existe
só penso em nós
neste amor sublime
o cupido apanhou-nos na sua teia
e disse:
sois um só
têm de se amar sem barreiras
perscutando o horizonte vejo mais além
vejo-te a olhar-me nos olhos
sem falares,vejo o fundo da tua alma
vejo -me alojada no teu coração
sei que não te vou esquecer
nascemos para nos amarmos
mas amar também dói
olhando as nuvens que se formam em camadas
vejo-as mudarem constantemente de figuras
como se me avisassem
cuidado!
vais sofrer com este amor
a tua paixão é louca!
e a dele será?
será que te ama como tu o amas?
não quero pensar nisso
vai-te nuvem não me magoes!
não me tires do sério
olhando as florzinhas selvagens, mas lindas
penso!
não!
não vai acontecer perder-te
temos muitas coisas em comum
mas se não te ter é fazer-te feliz
então não te quero ter!
infeliz não!
amo-te demais para ver uma saudade no teu rosto
quero-te todo ou não te quero
mas eu não temo!
vou arriscar
avida afinal é uma aventura!
adoro-te patarouco
magda

Nenhum comentário: