domingo, 5 de agosto de 2007

AMO-TE




olho o mar
esse mar imenso
azul sem fim
que diz que me amas
esse mar que me atrai
que me subjuga
apetece-me entrar dentro dele
e pensar que estás dentro de mim
sinto a carícia das suas ondas
envolvendo o meu corpo
que na sua cadência me dizem tantas coisas
que eu gosto que tu digas
dizem-me amo-te
quero- te
nao sei viver sem ti
não me deixes
o nosso amor é único
procurei-te
e quando já desesperava
apareceste
e és o meu amor
quando te toco perco-me
quando te beijo enlouqueço
quando te tenho
sou a mulher mais feliz do mundo
os nossos corpos já se conhecem
e dizem um ao outro
tudo o que nós pensamos
sem falarmos
sabemos o que queremos
amar loucamente
precisamos um do outro
somos um só
falo com o mar
peço-lhe respostas para as minhas perguntas
e ele diz-me:
continua a amar assim
com toda a tua paixão
com toda a tua loucura
não percas essa capacidade que tens de amar
de te entregares de corpo e alma
o teu amor merece-te
vai-se afastando
as suas ondas beijam-me os pés
como se se despedissem de mim
ainda o ouço dizer
ama ...ama ...ama
adoro-te mar
adoro-te amor
brasa

Um comentário:

Lea disse...

e, verdade, verdadinha, o mar de Sesimbra é um espectáculo!!!!!!!! pena ser tão geladinho.