quinta-feira, 20 de novembro de 2008

"NA ESCURIDÃO DA NOITE"


Adoro a noite e o seu silêncio, a ternura da lua, a intensidade do brilho das estrelas
Ergo os olhos e olho dentro dos teus, cai-me uma lágrima, mas de felicidade, tenho-te
O brilho dos teus olhos beija-me, a tua voz é marcante, o teu corpo clama pelo meu
Sinto a brisa leve que te trouxe até mim, sinto o teu beijo quente na minha boca sedenta
Percorro lentamente o teu rosto, conheço os teus traços, os teus segredos, a tua alma
Amor não se aprende, sente-se, os teus olhos deixam-me nua, fazem-me tua, amam-me
Saboreio o teu beijo prateado, sabe a estrelas, a sonhos, a maresia, sinto a tua loucura
Saboreio a tua voz na escuridão da noite, no silêncio murmurado das tuas palavras
Saboreio o teu corpo, és como um sonho colorido, do qual não quero sair nunca
Ouço o teu silêncio, o amor fala por nós, dançamos em madrugadas de amor
Amo-te em cada sorriso, em cada silêncio, em cada sussurro, em cada olhar
Soltamos as nossas amarras, soltamos as nossas verdades, os nossos sentimentos
Soltamos as nossas asas mágicas, voamos no universo do amor como dois pássaros
Sedentos de amor…É uma explosão de arco-íris na noite estrelada…
Começa a amanhecer…

“BRASA”

4 comentários:

O Profeta disse...

Quanta beleza nas tuas palavras...~


Doce beijo

Vieira Calado disse...

Começa a amanhecer... e o sol vem dar realidade às coisas...

Bjs

O Profeta disse...

Sou palavra perdida no silêncio
Gerada no ventre do Mar
Grinalda de perdidos sonhos
O passado do verbo amar

Amei!
Voar na chegada de cada Primavera
Pintar de luz as cores do verão
Pisei o tapete das folhas de Outono
Acendi em cada inverno uma fogueira de paixão


Convido-te ao encontro com o meu “Eu”

Bom fim de semana


Mágico beijo

O Profeta disse...

PAssei para te deixar um carinho...